Imigrantes-Decoralita

Programa de Inclusão de Imigrantes

Entre o período de 2000 e 2015 foram registrados 879.505 imigrantes, vindos da Bolívia, Estados Unidos e Haiti. Em sua maioria, foram homens e de faixa etária entre 30 e 34 anos e entravam no país através das fronteiras dos estados de Rondônia, Acre, Amazonas, Roraima e Amapá.

De acordo com dados oficiais, a solicitação para reconhecimento de refugiados no Brasil em 2018 aumentou 161% comparando com o mesmo período de 2017. Agora sua grande maioria esta sendo de cubanos, venezuelanos , angolanos e refugiados da Síria, Congo, Colômbia, Mali, Angola, Iraque e Líbano.

Sendo assim, o número de imigrantes no mercado de trabalho brasileiro aumentou em 96%, porém esse crescimento não gerou impactos negativos sobre o emprego e salários dos nativos. Pelo contrário, há apontamentos positivos para esse aumento, como por exemplo, suprir deficiências de determinados perfis e para enfrentar os efeitos do progressivo envelhecimento da população.

A Decoralita iniciou em 2017 o programa de inclusão de imigrantes, onde a empresa oferece oportunidade de integrar ao seu time de colaboradores profissionais imigrantes de outros países.

Pierre Thomas, Jean Wilner, Jean Madson, Henricles Alce, Geovane Arturo, Gladimy Denard, Yvon Jean, Andre Surin (da esquerda para direita na foto acima) vieram para o Brasil em busca de uma oportunidade de trabalho e melhores condições de vida para seus familiares.

O primeiro contratado foi Geovane Arturo (5º integrante da foto), que após alguns anos no Brasil já estava prestes a ter que retornar ao seu país de origem, o Peru, devido a questão de validade do seu visto. Porém, a oportunidade na Decoralita, permitiu ter o visto renovado e assim continuar perto da família que constituiu no Brasil.

Yvon Jean (7º integrante da foto) esta na empresa há 1 mês e diz que todos o receberam muito bem: “J’apprecie une entreprise qui travaille. Elle nous reçoit et accueille bien. J’aime beaucoup le travaille  en  entreprise. (Eu estou gostando da empresa que trabalho, ela me acolheu e recebeu bem. Eu estou gostando de trabalhar na empresa Decoralita).”

“Mon nom est André Surin (8º integrante da foto), Je suis haitien. Je travaille Decoralita.J’oime Decoralita parce que Je travaille beaucoujo paisible. Je reçois d”argent bien. J’oimerais faire beaucoup de temp ici en Decoralita. (Meu nome é Andre Surin, eu sou haitiano. Eu trabalho na Decoralita. Eu gosto da Decoralita porque eu trabalho muito pacífico. Eu recebo dinheiro bem e eu gostaria de fazer muito tempo aqui na Decoralita).

Com essa parceria todos saem ganhando. A Decoralita promove o social e agrega conhecimentos diversificados ao seu negócio. Os Estrangeiros conseguem realizar seus objetivos pessoais e os brasileiros ganham com a toda a troca de experiências de novas culturas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *